Meu Carrinho 0 itens

Transubstanciação

Passe o mouse para ampliar

Mais Visualizações

Transubstanciação

No catálogo desde: 04/03/2005

Seja a primeira pessoa a avaliar este produto

Disponibilidade: Fora de estoque

R$15,50

Descrição Rápida

Transubstanciação

Detalhes

O universo de Lourenço Mutarelli é povoado por um incontável número de personagens que transitam por uma realidade paralela. Quando uma dessas figuras se distrai, é capturada pelas mãos do autor e aprisionadas no seu mundo de papel. Mutarelli escolhe, então, um momento crucial na vida desse "figurante" do ambiente ficcional e o carrega para uma transformação. Thiago, o protagonista de Transubstanciação, é o primeiro desses "infelizes" que foi parar nas mãos do desenhista para resolver um dilema da sua vida. Após passar 8 anos na cadeia, cumprindo pena por ter assassinado o próprio pai, Thiago volta à sociedade para encontrar alguém que lhe traga alívio da dor de existir. A história nasceu em um período de crises psicológicas, quando o autor também procurava alguém que amenizasse sua angústia e desesperança em relação à existência. Thiago foi o escolhido para protagonizar as experiências traumáticas que o artista então vivenciava. Nessa história, Mutarelli elabora como que um teatro catártico, alimentando-se de nanquim e folhas e mais folhas de papel, porque, quando está fazendo histórias em quadrinhos, expressa e comunica sua visão do outro mundo que o cerca, o real. As crises o confinaram e desencadearam um álbum literalmente biográfico, publicado em 1991 pela Editora Dealer, de J. Carlos, com a tiragem de 25.000 exemplares, e que se tornaria sua porta de entrada para o mercado editorial de quadrinhos no Brasil [6]. A angustiante desventura do herói Thiago rendeu ao artista o prêmio de Melhor História do Biênio, concedido pelo júri da I Bienal Internacional de Quadrinhos, realizada no Rio de Janeiro, em novembro de 1991. Em São Paulo, receberia ainda os prêmios Angelo Agostini, da AQC - Associação de Quadrinhistas e Cartunistas -, e o troféu HQ-MIX. Com Transubstanciação, Lourenço Mutarelli introduziu nos quadrinhos brasileiros uma nova maneira de se contar uma história. Caminhando à margem dos clássicos personagens de terror, eróticos ou infantis, o autor se firmou como grande talento literário das histórias em quadrinhos do país, como afirma o jornalista Ademir Assunção (1991, p.10A): Além do cinema, da pintura e dos quadrinhos, é evidente que Lourenço cultiva outro vício artístico: a literatura. Manipula habilmente os diálogos e as narrativas textuais, minando com astúcia as referências do leitor. O próprio texto de apresentação de Fábio Zimbres, num estilo entre Beckett e Gerturd Stein, não apresenta nada. Contribui para lançar os desavisados num redemoinho vertiginoso em direção ao lado escuro do cérebro.

Informações Adicionais

Fornecedor Devir

Etiquetas de Produto

Use espaço para separar as tags. Use aspas simples (') para frases.